Enjoy SmartLeges Premium!

Subscribe to SmartLeges Premium and enjoy the following advantages:

  • Consult as many laws as you need with no additional charge
  • Consult almost any law in several countries with the new advanced search engine. All legislation within reach!
  • Enjoy all SmartLeges functions without restrictions
See the plans

An essential and free application for professionals and students in the legal sector

Read more
 

Sign up for free!

Would you like to consult this and other laws complete?

Sign up for free to consult all the laws of SmartLeges in your mobile phone or tablet, as well as underline text, add notes...

Sign up for free!

Share this law Other laws of Brazil
Email Facebook Twitter Google Linkedin Tumblr

AUTORIZA A CESSAO, SOB A FORMA DE UTILIZACAO GRATUITA, DO TERRENO QUE MENCI ONA, SITUADO NO MUNICIPIO DE DUQUE DE CAXIAS, ESTADO DO RIO DE JANEIRO. SOMLEY - SOCIEDADE MADEIRA DE LEY

Alteração: REV. P/ DEC. S/N de 15-02-1991

Imovel.

DOFC 17 08 1976 010855 3


  • Alteração 15-02-1991

Artigo 1

Fica o Serviço do Patrimônio da União autorizado a promover a cessão, sob a forma de utilização gratuita, à Sociedade Madeira de Ley - SOMLEY, do terreno, com a área de 47.932,42 m2 (quarenta e sete mil, novecentos e trinta e dois metros quadrados e quarenta e dois decímetros quadrados), com frente para a estrada principal e testadas secundárias para a rua lateral ao rio Saracuruna e a via de acesso à Praça Roberto Silveira, na localidade de Xerém, Município de Duque de Caxias, Estado do Rio de Janeiro, de acordo com os elementos constantes do processo protocolizado no Ministério da Fazenda sob o nº 0768-27.767, de 1975.

Artigo 2

O terreno a que se refere o artigo anterior destina-se à construção e instalação de uma Faculdade de Educação Física, dotada de "campus" universitário.

Artigo 3

É fixado o prazo de dois (2) anos, a contar da data da assinatura do contrato de cessão, para que se concretize a finalidade prevista no artigo 2º deste Decreto, tornando-se nula a cessão, sem direito a cessionária a qualquer indenização, inclusive por benfeitorias realizadas, se inobservado o prazo previsto, ou se ao terreno, no todo ou em parte, vier a ser dada destinação diversa, ou, ainda, se ocorrer inadimplemento de cláusula do contrato, que será lavrado em livro próprio do serviço do Patrimônio da União.

Artigo 4

Este Decreto entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.